Logotipo Instituto Brasileiro de Fluência - IBF
IBF - FacebookIBF - TwitterIBF - Youtube

Gramática do Português Culto Falado no Brasil

Capa do livro Gramática do Português Culto Falado no Brasil
26/03/2020

Para profissionais - Fluência sem Alterações

Gramática do Português Culto Falado no Brasil

Vol. I: Construção do texto falado
Clélia Cândida Abreu Spinardi Jubran & Ingedore Grunfeld Villaça Koch (org), Editora UNICAMP, 2006

A principal característica deste primeiro volume da Gramática do Português Culto Falado no Brasil é a de ter-se voltado para o estudo do texto falado, até então não contemplado nas gramáticas produzidas no país. Na abordagem do plano textual, foram privilegiados os processos de construção do texto que mostram a produção local e momentânea da fala. Assim, são tratados fenômenos como hesitação, interrupção, repetição, correção, paráfrase, inserção, segmentação, com o propósito de salientar que eles não podem ser avaliados de forma negativa, como perturbadores da fluência da fala. Pelo contrário, são constitutivos do texto falado, com funções importantes para o estabelecimento da comunicação entre os interlocutores. São também focalizados fatos concernentes ao relevo informacional, à referenciação, ao par pergunta-resposta, aos marcadores discursivos e à organização tópica do texto falado, sempre sob a perspectiva de sua funcionalidade na elaboração do texto, com vistas a assegurar a comunicabilidade. O fio condutor desta obra - construção do texto falado - é, portanto, a concepção de linguagem como interação social (Clélia Cândida A. Spinardi Jubran).

Maiores informações.

Apresentação (Ataliba Teixeira de Castilho)
Introdução - A perspectiva textual-interativa (Clélia Cândida Abreu Spinardi Jubran)

Parte 1: DA NATUREZA DO TEXTO FALADO
1. Especificidade do texto falado (Ingedore Grunfeld Villaça Koch)
2. Fenômenos intrínsecos da oralidade
I. Hesitação (Luiz Antônio Marcuschi)
II. Interrupção (Maria Cecília Pérez de Souza e Silva & Mercedes Fátima de Canha Crescitelli)

Parte 2: ORGANIZAÇÃO TÓPICA DO TEXTO FALADO
3. Tópico discursivo (Clélia Cândida Abreu Spinardi Jubran)
4. O par dialógico pergunta-resposta (Leonor Lopes Fávero, Maria Lúcia da Cunha Victorio de Oliveira Andrade & Zilda Gaspar Oliveira de Aquino)
5. O relevo no processamento da informação (Luiz Carlos Travaglia)

Parte 3: ESTRATÉGIAS DE CONSTRUÇÃO TEXTUAL
6. Repetição (Luiz Antônio Marcuschi)
7. Correção (Leonor Lopes Fávero, Maria Lúcia da Cunha Victorio de Oliveira Andrade & Zilda Gaspar Oliveira de Aquino)
8. Parafraseamento (José Gaston Hilgert)
9. Parentetização (Clélia Cândida Abreu Spinardi Jubran)
10. Tematização e Rematização (Ingedore Grunfeld Villaça Koch)
11. Referenciação (Luiz Antônio Marcuschi & Ingedore Grunfeld Villaça Koch)

Parte 4: MARCADORES DISCURSIVOS
12. Traços definidores dos marcadores discursivos (Mercedes Sanfelice Risso, Giselle Machline de Oliveira e Silva & Hudinilson Urbano)
13. Marcadores discursivos basicamente seqüenciadores (Mercedes Sanfelice Risso)
14. Marcadores discursivos basicamente interacionais (Hudinilson Urbano)