DIAG 2016 > IBF no XXIV Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia

O IBF participou do XXIV Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia com diversos trabalhos (apresentações orais e pôster).

No dia 20 de outubro, primeiro dia do Congresso, o IBF presidiu o Simpósio Internacional em comemoração ao Dia Internacional de Atenção à Gagueira. O simpósio foi coordenado pela fonoaudióloga Astrid Ferreira, vice-diretora educacional do IBF, e secretariado pela fonoaudióloga Érika Soares, representante do IBF em Minas Gerais. As fonoaudiólogas Irene Marchesan, presidente da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, e Anelise Bohnen, presidente do IBF, fizeram a abertura do simpósio. A fonoaudióloga Débora Correia, representante do IBF na Paraíba, fez a primeira apresentação (Movimento Fluência no Brasil). O terapeuta da fala português Gonçalo Leal fez a segunda apresentação via internet (Como a tecnologia pode colaborar com um maior sucesso terapêutico?). A fonoaudióloga Sandra Merlo, diretora científica do IBF, fez a terceira apresentação (Efeitos imediatos da eletroestimulação na fluência de sujeitos com gagueira crônica). Abaixo, uma foto da mesa do simpósio.

width=500

Legenda: Gonçalo Leal (acima). Débora Correia, Anelise Bohnen, Irene Marchesan, Sandra Merlo e Astrid Ferreira (da esquerda para direita).

 

No dia 22 de outubro, terceiro dia do Congresso, o IBF participou do Simpósio Departamental Processo diagnóstico: fluência, coordenado pela fonoaudióloga Maria Cláudia Cunha. A fonoaudióloga Cristiane Oliveira fez a primeira apresentação (Diagnóstico fonoaudiológico na taquifemia) e a fonoaudióloga Anelise Bohnen, presidente do IBF, fez a segunda apresentação (Distúrbios da fluência diagnóstico diferencial). Abaixo, uma foto da mesa.

width=500

Legenda: Anelise Bonhen, Maria Cláudia Cunha e Cristiane Oliveira (da esquerda para a direita).

 

Também no terceiro dia do Congresso, o IBF participou da Palestra Satélite Fala e fluência terapia fonoaudiológica intensiva. Relato de experiências. A coordenadora da palestra foi a fonoaudióloga Anelise Bohnen, presidente do IBF. A fonoaudióloga Camila Di Ninno fez a primeira apresentação (Terapia fonoaudiológica intensiva para fissura labiopalatina). A fonoaudióloga Ignês Maia Ribeiro, diretora educacional do IBF, fez a segunda apresentação (Terapia fonoaudiológica intensiva para gagueira).

width=500

Legenda: Camila Di Nino, Ignês Maia Ribeiro e Anelise Junqueira Bohnen (da esquerda para a direita).

 

Além disso, também tivemos o pôster concorrente a prêmio das fonoaudiólogas Mirela Pollini Caputo, Ignês Maia Ribeiro, Camila Di Ninno, Marta Andrada e Silva (Terapia Fonoaudiológica Intensiva para Adulto com Gagueira – Relato de Caso.

width=480

Legenda: Letícia Segertin, Camila Di Ninno, Mirela Caputo e Ignês Maia Ribeiro.

   
Voltar

"Instituto Brasileiro de Fluência - IBF" 
Rua Urussuí, 71, 11º andar, cj. 112, Itaim Bibi, São Paulo, SP, 04542-050.
IBF no XXIV Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia - DIAG 2016 - Instituto Brasileiro de Fluência - IBF. Gagueira levada a sério